Impossível lembrar de tantas coisas que acontecem em apenas um ano. Completei 27 a poucos dias e refletir sobre o passado nos ajuda a estabelecer perspectivas melhores para os próximos anos. Ver meus erros e acertos me ajuda a buscar alternativas diferentes mais e mais.

Trabalhei muito em meus projetos pessoais e ideias que inicialmente não tem fins lucrativos. Essas noitadas de programação que não me dão renda são as ideias que me sinto mais orgulhoso de ter feito. E são nessas noites que saem as coisas que literalmente me movem a aprender e explorar novas ferramentas e novas ideias. E que inicialmente não perecem a uma finalidade financeira, mas agregam bagagem de experiência que estão constantemente mudando os rumos da minha vida. Sinto isso e vibro todo dia aprendendo coisas novas, vendo as tecnologias e comunidades acontecendo e o conhecimento expandindo para outros níveis.

Nerd life MODE ON

Comecei o ano assistindo muitas aulas no coursera e uma série de coisas que eu nem imaginava que iria estudar começaram a fazer mais parte da minha vida. Identifiquei no curso de arteterapia que a diversidade das coisas que eu estava aprendendo me resultaram em projetos mais criativos e diferentes. Acredito que este ano explorei além do software. Dividi minha atenção com a arte, a música, a filosofia e principalmente a introspecção.

Lancei inicialmente o http://flu.ideia.me com meus pensamentos mais críticos sobre a situação do homem perante a tecnologia. Depois me empolguei e fiz o http://arteterapia.ideia.me aonde.organizei outros materiais meus e de amigos da pós graduação de Arteterapia, educação e saúde.

Inspirado em usar tecnologia e arterapia, trabalhei no http://pixel.ideia.me utilizando como meu piloto de teste com o framework Meteor JS e depois criei o http://bliss.ideia.me, onde me aprofundei sobre os símbolos e principalmente estudei sobre a linguagem bliss.

Primeiro ano da Invent.to

Este ano eu e o Marlon Scalabrin oficialmente iniciamos as atividades da Invent.to. Trabalhamos como freelancers durante um ano e meio e formalizamos nossa sociedade a fim de prestar serviços e trocar demandas na área de computação. Começamos pequeno e da forma mais justa possível com nós, com nossos clientes e também com nossos colaboradores. Trabalhamos remotamente pois me mudei para São Miguel do Oeste e tudo funciona muito bem (fora a internet) com os escritórios remotos.

Acreditamos no opensource e todos os clientes que concordaram mantivemos os códigos abertos. Veja nossos projetos opensource no github. Participamos da RailsRumble e também mantivemos aberto o código do re.invent.to.

Estamos muito felizes em usar tantas bibliotecas maravilhosas do mundo open source. Acreditamos nisso e queremos produzir coisas ainda melhores e devolver tudo isso para esta esfera. Estou feliz pois tivemos uma boa aceitação do nosos modelo de negócio.

Estamos trabalhando no modelo pré-pago por hora com escopo aberto com praticamente todos nossos clientes e isso tem sido um trunfo para nós. Isso nos dá liberdade e também confiança. Estamos muito orgulhosos de nosso trabalho. Os nossos clientes gostam de especificar as funcionalidades usando o padrão do cucumber e tem sido muito gratificante programar orientado as funcionalidades.

Veja algumas das demandas que trabalhamos:

São Miguel do Oeste - SC

No fim do ano passado migrei para SMO e foi muito legal passar o meu primeiro ano de vida fora de minha cidade natal: Francisco Beltrão - PR.

Neste ano, estar aqui me proporciounou uma série de reflexões sobre os relacionamentos pessoais, a conquista do espaço social e cultural. Tive uma nova abertura de tempo por não ter mais os mesmos amigos da região e aproveitei muito bem este tempo. Fiz uma série de coisas legais além de puramente programar!

Pure Data

Pure Data é uma linguagem visual e muito utilizada para manipulação de audio e vídeo. Estive explorando ela e foi muito legal ver as alternativas a escrita e como a comunicação visual pode ser eficiente e interessante para programar!

Iniciei uma ideia chamada DJ Trader como uma nova maneira de analisar os dados do mercado financeiro, porém não escrevi a respeito. Durante algumas madrugadas entrei forte nesta linguagem visual chamada Pure Data na qual fiz um pequeno algorítmo para ler eventos do mercado financeiro a fim de sintetizar os preços, volumes de contratos negociados, assim como ofertas de compra e venda, processando fórmulas com estes elementos temporais e transformando em som.

Assim como os análistas do mercado financeiro compõem um significado utilizando uma análise gráfica, seria possível modular um som, de tal maneira que fosse possível observar o movimento do mercado apenas ouvindo. Entendendo a capacidade de audição que temos, acredito que um sistema sonoro seria mais eficiente do que uma simples visualização de candlesticks e identificação de padrões visuais. Pretendo levar este projeto em frente mas faltou tempo.

Trabalhei inicialmente em estabelecer um pulso padrão e computando os preços das negociações um candle stick's (Open, High, Low, Close) e com os valores parametrizei um envelope ADSR (Attack-Decay-Sustain-Release) para tentar sintetizar algum som com significado. Consegui fazer o algorítmo porém não gerou nenhum som audível, logo parti para implementar uma maneira mais interessante de trabalhar com fórmulas para distorcer os valores e intensificar os sinais para transformar o som. Criei um mecanismo para usar fórmulas personalizadas mas não obtive sucesso algum na tentativa de criar harmonia. Logo o programa foi me deixando louco de tanto ruído que gerei.

Aprendendo Elixir

Estou estudando o Elixir e desde que saíram as primeiras versões comecei a dar uma olhada. Andei vendo uns vídeos de lisp e me empolguei novamente com a ideia de escrever algorítmos mais funcionais.

As linguagens funcionais nos ensinam a pensar diferente. Percebi isso quando comecei a trabalhar com os data flows no Pure Data. O algorítmo é literalmente fluído.

Durante os últimos 3 anos tenho tentado arquitetar tudo muito orientação a objeto sendo que estou trabalhando puramente com eventos e tem sido um trabalho árduo e desnecessário.

Cada dia que passa percebo que os sistemas orientados a eventos são muito mais tendenciosos para o design funcional e logo os objetos são apenas um apoio e não o principal foco na arquitetura do sistema.

A maior parte dos problemas que encaro trabalhando nas estratégias de investimento do mercado financeiro estão relacionados a sincronização de threads e mutabilidade compartilhada. Estudando as melhores práticas, sabemos que ao invés de manipular threads, é mais eficiente trabalhar com troca de mensagens e que as linguagens funcionais nos ensinam que não precisamos lidar diretamente com a mutabilidade e se pensarmos diferente, podemos desenhar algorítmos que não possuem mutabilidade e compartilhamento algum.

Todos os processos podem ser simplificados através da passagem de mensagens ao invés do uso compartilhado ou exclusivo de threads específicas. Desta maneira, não é necessário isolar ou arbitrar estados pois as mensagens reagem como eventos.

Meu primeiro projeto em elixir é este e trata-se de um processador de candlestick escrito em elixir. Ainda não é totalmente funcional, porém estou usando este desafio como meu primeiro algorítmo em elixir. Esta linguagem é realmente muito legal!

Blissymbols - aprenda bliss

O blissymbols foi uma das coisas que mais gostei de ter conhecido este ano. Me abriu a mente para uma série de ideias em que antes não conseguia por em prática por não conhecer uma linguagem simbólica. Estudei muito a ideografia do bliss e também trabalhei forte no bliss.ideia.me.

Espero trabalhar com esta linguagem pro resto da vida. Ela é muito simples e eficiente. A foto abaixo é de um dos materiais físicos que criei para ajudar na compreensão dos símbolos.

O projeto é opensource e também tive algumas contribuições externas nos conteúdos e também um apoio quanto a usabilidade e legibilidade do aplicativo.

Eu estou com uma ideia de permitir que o mesmo conteúdo possa ser transformado e exibido de diversas formas. Agora estou trabalhando na apresentação de slides. Após isso vou trabalhar no agrupamento interno por abas. Acabei me envolvendo com a arteterapia no fim do ano e não consegui dar fim nestas duas funcionalidades.

Este foi o projeto que usei mais intensamente o Meteor JS e foi muito prazeroso de trabalhar. Apesar de muitas vezes ficar lento as atualizações e ter que derrubar o server, sei que a ferramenta ainda está em beta e realmente me sinto orgulhoso de ter desenvolvido tanto tempo antes da versão 1.0. Espero logo migrar para a versão mais recente, pois existe uma incompatibilidade no heroku build pack do meteor e ainda estou usando a versão 0.6.2.

Apresentação no evento Aulas conectadas

Estive na UDESC de Florianópolis para participar do evento Aulas conectadas. Apresentei meu projeto bliss e também tive a oportunidade de conhecer alguns projetos de teconologia voltados para educação. O evento têm como seu principal tópico a avaliação dos primeiros anos do OLPC: One laptop per child, aqui no Brasil chamados de UCA: Um Computador por Aluno).

Assisti a vários relatos de professores e coordenadores de projetos que observam os laptops na mão das crianças.

Sempre pensei em vários tipos de problemas que teriam em dar os laptops para as crianças e dentro dos momentos em que assisti, consegui perceber algumas coisas basicas:

Tinha ido lá exatamente para descobrir este último item e fiquei muito feliz pois alguns pesquisadores/acadêmicos querem desenvolver coisas novas e é um ótimo espaço para construir parcerias acadêmicas.

Pixel

Também desenvolvi o Pixel com a ajuda do Marlon. Um app web para desenhar com os amigos.

Fora da tecnologia

Sou um apaixonado pela vida. Gosto muito de produzir coisas e este ano fiz algumas coisas legais sozinho, com a Tânia e o Lorenzo.

Família

Viver em família é um desafio. Educar então: uma experiência mutante.

Enquanto vivemos em família, refletimos sobre como nossos pais eram e como eles encararam os mesmos desafios para nos criar e manter o relacionamento. Aprendemos a valorizar muito nossos pais quando nos tornamos pais.

Também esse ano entendi como a comunicação e o acompanhamento constante influenciam na forma como a criança explora o mundo a sua volta. Estou muito feliz em ser pai e estar criando meu filho.

Tenho convivido muito com o Lorenzo e a Tânia, principalmente agora que ele está de férias. Como trabalho em casa, têm sido gratificante acompanhar o crescimento dele.

Completou 2 anos a pouco e já desenvolveu as principais habilidades da fala. Está totalmente apaixonado pela vida e gosta muito de aprender coisas novas. Estou muito contente de ver seu desempenho e autonomia no aprendizado quando está sozinho. Poucas vezes chora por não conseguir realizar as tarefas.

Ser pai

Vejo N pessoas falando sobre N motivos para não ter filhos. Estou certo de que se meus pais pensassem assim eu não estava aqui também. E esta é uma das experiências mais importantes que ja tive como ser humano, e também é uma das mais legais que já vivi. O negócio é viciante mesmo!

Meu presente de dia dos pais foi lindo:

A madeira

Gostei muito de trabalhar com madeira e cola. Estou planejando construir uns móveis mais robustos mas por enquanto produzi alguns pequenos para meu filho brincar.

A foto abaixo da pra ver bem quando estava passando verniz.

Gostei muito de fazer os móveis. Principalmente por que meu filho usa muito todos os dias :D

Desenhos

Fiz vários desenhos durante as minhas noites de relaxamento e de diversas formas experimentei o processo terapêutico através da arte. Estou muito feliz em perceber que posso ser criativo em diversas áreas da minha vida. Não apenas desenvolvendo software.

Também têm uma série de desenhos que fiz durante as aulas da minha pós graduação. Veja aqui no meu caderno.

Comprei alguns papéis adesivos e estou colorindo minha geladeira também. Este é um dos desenhos fiz e colei :)

Equilibrar pedras

Acreditem! isso é MUITO DIVERTIDO!!!

Demora um tempo pra pegar o jeito e também existem várias maneiras de se por a mesma pedra, logo se torna um grande exercício de paciência.

Pós graduação em Arteterapia, educação e saúde

A minha pós têm rendido boas reflexões e me abriu a mente para a psicologia, filosofia e arte. Tivemos uma ênfase forte nos tópicos da educação mas percebo claramente que o drama da pedagogia já é algo extremamente batido e um tanto quanto teórico. Por isso meu foco acabou sendo nestas 3 áreas.

Durante este primeiro ano da pós, tivemos a maioria das matérias práticas, abordando dinâmicas ricas nas diversas áreas da arteterapia. As que mais gostei foram:

Ainda estou fazendo a matéria de "Música no contexto da saúde: articulação entre educação musical e musicoterapia" e também está sendo muito legal. Todas as matérias eu gostei muito. Não houveram aulas massantes ou desoladamente ruins. Todos os professores tinham além de qualificação uma sensibilidade admirável. Apesar de ser uma faculdade particular e em uma cidade pequena a qualidade do curso me surpreendeu.

arteterapia.ideia.me

Este site reúne uma série de trabalhos que me envolvi esse ano. Também adicionei alguns artigos escritos pelos meus amigos da pós. Queria eu ter tido tempo para organizar e publicar de toda a turma, mas seria muito envolvente para um primeiro momento.

Acabei trabalhando durante alguns dias para produzir os leiautes distintos e também nas versões de leitura. Quero me propor a trabalhar em ajustar os detalhes para a versão de impressão também. Gosto muito de escrever markdown e acredito ser fácil para manter nos padrões ABNT.

As mandalas

Enquanto estava em Florianópolis, acabei comprando alguns livros chamados "Mandalas de bolso para colorir". Me apaixonei pela terapia de pintar elas e este foi mais um hobbye que adquiri durante estes últimos dias.

Gostei tanto que estive espalhando a ideia e vários amigos pintaram comigo.

Outra coisa muito legal é pintar com padrões e poucas cores.

Pintar as mandalas realmente é incrível para concentração e autoconhecimento. O processo é muito agradável e teve noites que cheguei a pintar 3 mandalas na sequência.

Também tenho me arriscado a desenhar minhas próprias mandalas mas ainda sou um mero novato no assunto.

Fim

Enfim estou de férias e pude tirar um dia para reunir as fotos do instagram e distribuir conforme os textos que tinha criado.

Faltou o tópico da cerveja artesanal e da música popular brasileira, e que as vezes até escrevo alguma coisa..

Um feliz ano novo a todos!


blog comments powered by Disqus
Compartilhar → Twitter Facebook Google+


Olá, sou o Jônatas Davi Paganini e esse é meu blog. Sou programador, tenho alguns projetos no github e escrevo livremente aqui no ideia.me.

Veja minhas talks ou conecte-se via twitter / github / instagram / facebook / linkedin / soundcloud / strava / meetup.