Já estou trabalhando em casa a mais de 3 anos e a satisfação por conseguir manter o trabalho em casa é muito grande. Hoje meu objetivo é comentar sobre a disciplina, fator chave para conquistar habilidade, confiança e profissionalismo no trabalho.

Durante a maior parte deste período sempre trabalhei com programação em par e realmente existe um universo entre trabalhar em casa sozinho e acompanhado. O trabalho sozinho atinge o ápice da liberdade e facilmente pode se tornar uma pura libertinagem.

Observei também que estar sozinho combinado com desânimo + pressão psicológica geravam algum tipo de "fuga" ou "folga" para que pudesse reaver os ânimos.

Observando o tempo

Por um bom tempo usei a técnica pomodoro mantendo 25 min de trabalho + 5 min de /f(ol|u)ga/ e tive bons resultados. Consegui realizar coisas produtivas mesmo nestes 5 minutos.

Valeu muito a pena começar a distinguir o tempo em que estava tabalhando e o tempo que folgava. Esta folga me presenteava com qualquer outra coisa interessante que valesse um click e assim comecei.

A dupla - duas vidas humanas

Com outra pessoa trabalhando junto, esse período de folga deixa de ser pessoal e com seu colega assistindo a tela do seu computador, difícilmente você irá se sentir a vontade para desvirtuar a atenção do trabalho.

Então quando estamos trabalhando em dupla e paramos para tomar um café ou comer, geralmente é uma folga muito mais compartilhada e focada no trabalho.

Além das folgas, não são tão poucas as vezes que eu e o Marlon estamos programando e ele segura o meu filho Lorenzo (está com 6 meses) enquanto eu estou no teclado programando. Muitas vezes a minha mulher precisa simplesmente ir ao banheiro e alguém tem que ficar com o figurinha no colo.

É muito legal ver este respeito da parte do Marlon e colaborar sendo flexível das diversas formas, até mesmo ajudando em um problema da minha vida pessoal, e isso é uma coisa que faz toda a diferença em continuarmos trabalhando aqui. É muito importante e não tem preço poder ficar perto da família e é um prazer termos este valor em comum.

Sinto que fica muito mais fácil de manter o foco no trabalho, quando há comprometimento e respeito integralmente com a pessoa em que fazendo programação em par. Afinal somos seres humanos.

Outra coisa que observei é que existe uma ligação entre o equilíbrio emocional do par e a capacidade de se expressar e ser esclarecido para programar e resolver os problemas.

Temos trabalhado entre 7,5 e 9 horas por dia e estamos contabilizando puramente as horas de desenvolvimento e concentração plena. Percebi que este compromentimento com a contabilidade das horas tornou nosso trabalho muito mais focado e sério. A velocidade do desenvolvimento não aumentou muito, mas a qualidade foi significativa. A quantidade de problemas que foram eficientemente resolvidos aumentou, e o que é legal é que isso abre espaço para desenvolver novas ideias.

Não perca tempo

Uma coisa interessante que entrou na minha cabeça foi pensar:

bq. Aquele que se engana, não trabalhando no próprio horário do trabalho, rouba de si mesmo.

No caso de freelancer, cobro apenas pelas horas trabalhadas. Então literalmente não recebo, logo se der um deslise e me desfocar perco de receber 1 ou 2 horas do dia facilmente.

Sinceramente tenho um pouco de saudade do tempo livre que gastava com coisas pessoais navegando na internet, mas pensando bem, concluí que não passaram de besteiras e relações sociais sem sentido que não iam me levar a lugar algum e simplesmente desvirtuavam minha vida no trabalho.

Conclusões, trabalhe sério

Confesso que estou um pouco mais cansado de ser tão sério e trabalhar tanto só trabalhar e trabalhar, mas sinto que é isso aí, e isso realmente é necessário.

Estou orgulhoso em cumprir o desafio de manter a disciplina voltada para manter o foco no trabalho. Me lembro como foi árduo me desvincilhar de algumas manias (principalmente os mensageiros) e outras coisas com produtividade zero. Mas hoje estou feliz em ser mais concentrado e eficiente, percebendo que as pessoas grandes realmente tem essa capacidade e conseguem fazer muito mais.


blog comments powered by Disqus
Compartilhar → Twitter Facebook Google+


Olá, sou o Jônatas Davi Paganini e esse é meu blog. Sou programador, tenho alguns projetos no github e escrevo livremente aqui no ideia.me.

Veja minhas talks ou conecte-se via twitter / github / instagram / facebook / linkedin / soundcloud / strava / meetup.